Editora predatária

Estas editora conseguem com suas propostas se aproveitar de escritores que não têm muita noção de como funcionam as coisas no ramo da venda de livros no Brasil e fazem ofertas aparentemente repletas de potencialidade (por exemplo: seu livro nas maiores livrarias online do pais).

 

Credibilidade? Passam uma imagem de credibilidade ao apresentarem-se como editoras comerciais, com grande carteira de editados e auotores satisfeitos. Mas uma busca nos sites de reclamação raramente fica sem resultados. Pretendem que fazem um processo seletivo (quando na realidade aceitam tudo, deste que o autor assine o contrato leonino que lhe será proposto). 

Decisões? Visto que eles que irão pretensamente bancar a obra, também são eles que irão decidir, até um certo ponto com o autor, o título do livro, a capa, as ilustrações, tipo de papel… Sendo que a palavra final será sempre a deles.

 

Distribuição? Cuidado com as promessas de distribuição por parte dessas editoras, pois afinal elas não ganham dinheiro vendendo livros para leitores, mas sim vendendo os livros para os próprios escritores. Quanto às vendas que serão feitas através do site da editora serão aquelas que resultarem da divulgação do autor, nada mais. 

 

Investimento zero? Dizem que irão arcar com todo o custo do livro e que você não precisa pagar nada, só que.... no final de contas o custo vai sair bem alto para o autor. Existem várias técnicas que este tipo de editora usam para iludir e enganar o autor, vou aqui apresentar um exemplo.

 

Dizem que vão publicar o seu livro gratuitamente, que vão imprimir por exemplo 1,500 cópias, mas que você tem que comprar para você mesmo pelo menos 200 exemplares. Sendo o preço de venda ao público estabelecido por eles, por exemplo R$ 35,00, eles lhe darão um desconto e você só terá de pagar R$ 25,00 por livro (mas sobre esses livros não pagam direios autorais). Assim sendo, neste exemplo, você vai pagar R$ 5.000,00 pensando que vale a pena porque eles vão suportar o custo dos restantes 1.300 livros, só que você não conseguirá ter garantia nenhuma de que, além de suas 200 copias, as demais foram realmente impressas. Provavelmente, se você tivesse escolhido uma solução de editora prestadora de serviço, não teria gasto mais de R$ 3.000,00 para ter em mão esses mesmos 200 livros podendo assim os vender e ter todo o seu investimento de volta com lucro. 

E os demais livros que essas editoras prometerem imprimir? Bem, eles serão impressos desde que haja prévia demanda com prévia pagamento. Ou seja, a editora pradatária realmente nunca adiantou um centavo e fez o autor gastar mais 30% do que lhe custaria uma solução de editora prestatária de serviço (que já tem seu lucro nesses menos 30%).

Você pode avançar em este tipo de contrato leonino na esperança ou na certeza de que que vai recuperar seu investimento no dia do lançamento vendendo toda ou parte dos 200 livros que teve de adquirir. Mas isso é pensar sem olhar as artimanhas do contrato. Como editora, serão eles a decidirem onde e quando será o lançamento (numa livraria) na sua cidade, serão eles a fornecer os livros a essas livraria que os irá fazer as vendas no dia de seu lançamento na livraraia e passar o resultado dessas vendas para a editora que apenas lhe irá pagar (se e quando pagar) os 10% de direitos autorais sobre os livros vendidos. Só depois de seu lançamento é que você irá receber seus livros. Alguns coloquam clausulas de não concorrência do autor com a editora com esses livros. 

Direitos autorais?  Algumas editoras propõem fazer o pagamento de 6 em 6 meses e desde que haja um valor mínimo acumulado. Como você não tem controlo sobre as vendas fica sempre a dúvida se lhe estão pagando os direitos autorias de todas as vendas de um periodo ou só uma parte já que não tem como você ter esse controlo. Outras propões pagar logo à cabeça os direitos autorais dos restantes 1.300 livros com o seu contravalor em livros, entregando assim mais 182 livros (no exemplo aqui usado). Como com os valor de aquisição de seus 200 livros você já pagou todos os custos, inclusivos desses mais 182 livros

Qualidade? Uma das características deste tipo de editora é não se importar com a revisão a deixando ao cuidado do autor ou não a incluindo no seu "pacote gratuito", pois eles vão procurar gastar o mínimo possível com seu livro para aumentar o lucro deles. Costumam subcontratar diagramadores tarefeiros para executar um serviço que deveria envolver vários profissionais (Designer editorial para realizar o projeto gráfico de seu livro em colaboração com um capista e um diagramador e sob supervisão de um cooredenador editorial sob control de um editor sénior). É como entregar a um pedreiro a responsabilidade de construir sua casa em vez de entregar essa tarefa a um arquitecto que irá supervisionar o envolvimento de todos os especialistas envolvidos na execução dos trabalhos. No final você terá uma casa que dá para se viver nela, ainda que pareça uma casa de invasão, como você terá um livro com aparência de livro ainda que sem a qualidade, em vários aspectos, dos livros produzidos por grandes editoras comerciais ou pelas melhores editoras prestadoras de serviços.

Marketing: Feiras... Esse ponto pode ser positivo, mas as vezes não, visto que essas editoras por terem muitos livros tendem a dar mais atenção aos seus figurões que lhe dão lucro certo. Isso nada foge da lei de mercado capitalista.

 

QUER TER A CERTEZA SE QUE A PROPOSTA É SÉRIA E NÃO TEM ARTIFÍCIOS CONTRATUAIS?


Antes de assinar qualquer contrato, envie copia desse documento para analise e parecer gratuito de uma associação de classe dos escritores que preste esse serviço gratuito. Nós recomendamos a Associação Maranhense de Escritores Independentes AMEI, que podem consultar através do e-mail amei.osfl@gmail.com